Arquivo da tag: rafaelcampos

FAKEbook, o paraíso digital

Certa vez um homem disse para o outro:

– Venha morar no reino chamado FAKEbook! Lá não existe dor, sofrimento ou angústia!!! Todas as pessoas estão sempre sorrindo. Você pode ter quantos “amigos” você quiser. Basta você lembrar o nome deles. Não precisa ligar pra ele, apenas faça algumas curtidas no que ele diz e pronto, está feita a amizade. Caso você fique triste, depressivo, crise familiar ou existencial, basta você postar uma foto bem bonita, se der pra colocar alguma coisa que envolva o nome de Jesus, beleza! A galera vai gostar, compartilhar e quem sabe no final do ano irão te ligar desejando um feliz ano novo. Se você tiver sorte, no momento de confraternização do culto ou missa do domingo eles irão te abraçar.

– Quer dizer que eles não sofrem? A vida é sempre sorriso?

– Se o povo tá triste ou cansado basta postar alguma coisa, eles irão rir e pronto, a vida continua.

O moço mais humilde disse:

– Porque você não vem morar no meu condado? Ele se chama Rosto. Outros o conhecem como amizade ou Zelo, FACE.  Aqui reconhecemos que todos são pó, e, portanto, precisam de ajuda.  Sabemos que não há curtida ou comentário que substitua uma ligação desejando uma Boa noite, ou uma oração no fim do dia. Quanto a falar de Jesus, reconhecemos que dentro de nós existe um  profeta Jonas que é capaz de dormir enquanto o outro sofre, capaz de falar de amor sem amar, passível de desobedecer à vontade de Deus por isso, diariamente meditamos quem nós somos e a partir disso, abraçamos nossos irmãos, mesmo aqueles que estão a milhares de quilômetros de distância.

O homem olhou, pensou e levando às mãos à cabeça disse:

– Isso é muito difícil, prefiro ir ao FAKEbook. Lá as coisas são fáceis. Já não sei quem eu sou e quem eu digo que sou.  O meu sorriso é falso e minhas palavras não saem do coração

O moço com lágrimas nos olhos disse:

– Não se pode obrigar ninguém a amar. Quando se sentir preparado, venha nos visitar. É só você seguir o caminho do amor e chegará ao condado chamado Face ou AMIZADE. Conversaremos olho no olho, nos alegraremos com o sorriso do outro. Quem sabe provando do verdadeiro amor, você queira ficar conosco.

Rafael Campos on sabtwitterRafael Campos on sabfacebookRafael Campos on sabemail
Rafael Campos
Rafael Campos é veterinário por formação; cientista por vocação. Atualmente é doutorando em Farmacologia (UNICAMP); discípulo de Jesus Nazaré e encantado pelo seu amor e sua Graça.

SINÔNIMOS MONTANHOSOS

Bem- aventurados os que desejam ver, sentir e ouvir a graça de Deus; os que reconhecem sua fragilidade e vulnerabilidade; os que buscam a companhia do mestre, pois deles é o reino dos céus.

Felizes os que choram; que sussurram; os que soluçam e emudecem; os que experimentam e buscam o ajudador e enxugador de lágrimas, a voz  calma e o abraço forte Dele, pois já são e serão consolados.

Quão alegres são os humildes; que reconhecem que são um punhado de pó moldados para glória Dele; os que aprenderam na humildade o caminho da essência de ser o que são : humanos. Felizes os cônscios de sua real natureza, pois estes herdarão a terra.

Tristes serão os “saciados”, os “satisfeitos” com pouco, que acham o pão e mel divino algo insosso e azedo!!!

Bem aventurados os sensíveis, os simpáticos com dores alheias, humanos suficientes para alegrar-se com sorrisos fraternos, de chorar diante dos descasos com o amigo: felizes os que exercitam o amor para com o próximo, ao fazerem isso percebem mais e mais a Dona graça em suas vidas.

Infelizes os maliciosos, os corruptos, os gananciosos, exploradores, pois diante da escuridão dos seus atos não vêem a Luz.

Felizes os que são Paz e transmitem a Paz: alegres são os que militam pela felicidade alheia: os que saem do seu conforto para confortar o amigo: os que com mansidão sinalizam o amor, estes serão chamados filhos de Deus.

Rafael Campos on sabtwitterRafael Campos on sabfacebookRafael Campos on sabemail
Rafael Campos
Rafael Campos é veterinário por formação; cientista por vocação. Atualmente é doutorando em Farmacologia (UNICAMP); discípulo de Jesus Nazaré e encantado pelo seu amor e sua Graça.

SIMPLES E EFICAZ

Após uma noite interrompida por sonhos sobre os quais não me recordo, fui alimentar meu corpo em uma padaria aqui perto.

Próximo ao meu apartamento havia um senhor de roupas gastas, barbas a serem feitas e unhas a serem cortadas. Confesso a vocês que antes que ele percebesse minha presença, procurei tornar meu caminhar mais rápido.

Tolo!! Como eu ainda sou tolo!!!

De repente aquele ser amável olhou para mim, leu meus olhos cansados e disse: Tenha um BOM DIA!!!

Palavras simples, vinda de um sujeito simples, mas que expressam um sentimento profundo.

Após alguns passos cheguei à padaria com um espírito feliz, embora minha alma ainda estivesse cansada. Uma mulher com um belo uniforme, maquiada, com cabelos feitos e que tinha um bom salário, de cabeça baixa pediu meu cartão de crédito e somente após me dar o cupom fiscal disse: bom dia.

Aquelas palavras quase não saiam de sua boca. Não vi o sorriso outrora observado. O sentimento de paz quis dar lugar ao de indiferença. Mas isso era impossível. Aquele sorriso amarelo, aquele BOM DIA com um sotaque carregado já havia preenchido meu coração.

Imediatamente fiquei imaginando no impacto que aquele coletador de resíduos recicláveis fez na minha manhã. Foi inevitável não pensar no impacto que um carpinteiro seguido de pescadores e corruptos de Roma fizeram na vida de pessoas simples e cansadas há 2000 anos. Quantas vidas eles abençoaram com um sorriso e um EU TE AMO expressos com um simples e profundo: Tenha um BOM DIA?

Nosso Pai está conosco. Animem-se! Dias melhores virão. Em breve, muito em breve, estaremos face a face diante do próprio Deus do amor.

Rafael Campos on sabtwitterRafael Campos on sabfacebookRafael Campos on sabemail
Rafael Campos
Rafael Campos é veterinário por formação; cientista por vocação. Atualmente é doutorando em Farmacologia (UNICAMP); discípulo de Jesus Nazaré e encantado pelo seu amor e sua Graça.

AMOR QUE HUMANIZA

O monte sempre foi relacionado ao lugar onde o homem buscava Deus e lá ouvia mandamentos e ensinamentos para vida. Moisés recebeu as tábuas com mandamentos no monte Sinai, Abraão subiu ao monte para oferecer seu filho como sacrifício a Javé e etc. Entretanto, certa vez na história Deus se fez carne e ao invés do homem subir ao monte, o próprio Deus subiu (não se sabe ao certo o tamanho deste) e diante da multidão proferiu um sermão.

“Bem-aventurados os misericordiosos, pois alcançarão misericórdia” disse o Deus encarnado. A palavra misericórdia tem origem nas palavras miseratio (compaixão, miséria) e cordis (coração), em outras palavras misericórdia significa coração compadecido, deixar que a dor do outro passe pelo seu coração.

Em tempos pós-modernos, no qual a busca excessiva pelo prazer é quase uma obrigação, fazer com que a dor alheia passe por nosso coração é algo difícil. Necessário é aprender sobre o amor com o próprio Deus do amor; Bem-aventurado é o cristão que reconhece sua limitação em exercitar o amor e pede ao Pai nosso que estás nos céus que renove nossa sensibilidade diariamente.

Jesus inúmeras vezes demonstrou misericórdia ao ouvir os excluídos e cuidar dos necessitados. Alguns dos seus discípulos, como o pastor batista Martin Luther King Jr. ou Madre Tereza de Calcutá, nunca permitiram que suas ocupações rotineiras diminuíssem sua sensibilidade à dor alheia. Pelo contrário, fizeram do imitar o nazareno algo integral, uma ato de amor sem férias, aprendendo diariamente na escola do amor cujo professor é o próprio Cristo.

Oremos ao “Pai nosso que estais nos céus” que “venha a nós o vosso Reino” e que a sensibilidade e o amor que nos humaniza, seja nos dado hoje e diariamente.