Arquivo da tag: familiamania

Sociedade da imagem

A sociedade deste início do século XXI tem dado muito valor à imagem e àquilo que é visível sem se importar muitas vezes com a profundidade e verdade das coisas.

Por exemplo, já ouvi muitos amigos meus falarem:

– Ela(e) pode me trair desde que eu não descubra, porque se eu ficar sabendo…

A verdade para muitos é algo irrelevante e não percebem o mal que há em não valorizar a verdade.

Quantos casos conhecemos de pessoas que não têm condições de comprarem um carro de luxo, mas que se enforcam em dívidas e parcelas a perderem de vista para alimentarem um status visual de que têm dinheiro ?

Precisamos dar valor à verdade das coisas e das pessoas. O
julgamento precipitado que fazemos de alguém, pode-nos levar a nos envolver em
relacionamentos e descobrir depois que ele ou ela não era nada daquilo que
parecia ser.

Quando buscamos ser verdadeiros em quem somos e reconhecemos os nossos erros e limitações, conseguimos dar mais valor às pessoas entendendo que elas também são iguais a nós. A mudança precisa começar em nós.

Quando a verdade é valorizada, o supérfluo perde importância e podemos aproveitar o “supra sumo” da realidade, de verdade.

Mateus Feliciano on sabyoutubeMateus Feliciano on sabtwitterMateus Feliciano on sabmyspaceMateus Feliciano on sablinkedinMateus Feliciano on sabinstagramMateus Feliciano on sabgoogleMateus Feliciano on sabfacebookMateus Feliciano on sabemail
Mateus Feliciano
Seguidor de Jesus Cristo desde 1991; marido da Carol Lourenço desde 2010 e pai da Clara desde 2016; nascido em Santo André-SP desde 1982 e morando em Campinas desde 2003. Formado em administração, teologia e pós graduado em exposição bíblica. Coordenador da Seara Urbana ONG de recuperação de moradores de rua desde 2006; Pastor na IBBG, da REDE (IBBG Jovem) e do HELP (Ação Social); Professor na Faculdade Teológica Betesda nas áreas de teologia, missiologia e eclesiologia; Professor de missões urbanas e discipulado na JOCUM; Membro da FTL-Fraternidade Teológica Latino Americana.